domingo, outubro 04, 2009

Lua cheia

Talvez essas redes não tivessem que fazer sentido. Eu não devia te dizer, mas essa lua cheia transforma tudo em lobo. As redes eu rasguei com as unhas pra tudo ser lua.
É mesmo uma bela visão.
Não há nada que não possa ser desfeito com boas unhas. Mas talvez as redes sejam as coisas mais graves, grandes e misteriosas.
Não sei mesmo pra onde vou depois daqui. Nasceu um filho de um amigo meu e a outra lá disse que estamos ficando isoladas com nossos cigarros acesos. Trata-se de perseguição óbvia.
Como é óbvio que eu quero fugir dessas redes que fazem sentido.