terça-feira, fevereiro 13, 2007

Mariana IX

Eu realmente preferia não ter que falar dela hoje.
Eu tinha prometido a mim que a deixaria de lado.
Mas a Mariana adora insistir.
Já disse que não sou boa em falar de raiva, mas ela está com raiva e sou eu quem tenho que falar da raiva dela.
A Mariana hoje viu o cara de quem ela não gosta.
Ele pediu uma caneta emprestada e depois a fez tremer na hora de devolver.
E a caneta, agora, está com o óbvio.
Obviamente Mariana não sabia o que aconteceria depois, ao emprestar a porcaria da caneta.
Ele bem disse que não era assim, tão óbvio.
Ela devia ter levado mais à sério e mantido um pé atrás.
A Mariana anda se sentindo uma idiota,
mas o problema é dela, não meu.
Ela pode ser fria,
mas é problema dela.
Ela pode gritar,
mas é problema dela.
Por mim, que ela sambe.
Por mim, ela devia é ir ver o mar.
Mariana é bonita, quem não vê?
Se pegasse um bronze talvez deixase de ser idiota e esquecesse de todas essas coisas óbvias.