sexta-feira, novembro 02, 2007

O sonho

Tive mais um sonho daqueles que cortam na alma e dóem no peito. Então estou doendo até agora. Sei que aquele sonho inteiro é pura vontade minha nua. Se fosse vida aquele sonho naquelas formas eu sorriria ao invés de doer. O problema do sonho é que ele é só desejo e desejo é falta. O problema desse sonho é que ele me falta e eu não quero essa falta. Eu quero o sonho inteiro e pra mim até de ponta cabeça.
Eu era eu descabelada e desleixada. Ele era ele nos mesmos moldes, só que homem. E ele sussurrava que me amava e de novo eu não sabia o que fazer. E eu ficava distante e esperava que ele dormisse pra me aninhar nele e deitarmos juntos no chão. Harmonia visível à quem passasse, mas ninguém passava por que nós dormíamos e nós dois estávamos enroscados só pra nós dois. Ligados. Foi ele acordar e eu disse que o amava.
E eu acordei.
Não tem felizes para sempre quando a gente está acordado. E o que eu desejo me falta. Aí eu fico doendo mesmo. Eu fico só. Eu fico.