terça-feira, março 31, 2009

Sem medo

O que eu pensei quando disse aquilo?
Pouco importa, era mero recurso retórico pra flêrte. Entenda que não me importo com causas, mas efeitos.
Xadrez maquiavélico sem nada de conto de fadas.
Foi Vênus que resolveu me acompanhar um dia inteiro e me fazer dizer muito mais do que o que eu digo.
Foi passsar o dia sem desodorante e sentir cheiros naturais. Foi a lembrança das raízes dos pelos(agora sem acento) eriçados tão bonitos que me vinha vontade automática de carícia.
Tenho que parar de ficar ouvindo Rita Lee pra saber bem o que digo e esquecer que as minhas pernas gostam muito mesmo de tremer.
Vou ver se esqueço esses pudores e grito como legítima personagem de Nelson Rodrigues.
Na bandeja outra vez.