domingo, dezembro 21, 2008

Boca.

Tinha cabelos castanho-claros que viviam úmidos de oleosidade natural e raízes com muitas caspas. O cheiro não era dos mais agradáveis mas a tez branca era das mais belas que podiam ser vistas. Tinha feições delicadas e olheiras fundas. Tinha pouco tempo de se cuidar e quadris largos. No fim das contas era tão bonita quanto se permitia mesmo não gostando nem um pouco da própria beleza e das sardas que carregava nas bochechas.
Chegou ao café com pouca fome e muita pressa. Esperava o capuccino e o namorado que não tardaria a chegar. Tinha sono e raiva do mundo.
- Dani? – ela nem viu quando ele se sentou, já pedindo um pedaço de torta de chocolate que ela não comeria pela manhã.
- Bom dia, amor.
- Você precisa dormir...
- Que horas?
- Você precisa dormir.
- Achei que quisesse me ver ao invés de passar sermão.
- Caramba, Dani, eu nem posso mais me preocupar com você?! – e continuou falando coisas que ela não ouvia por não saber bem onde estava nem o que queria além de uma cama quente e músicas de uma rádio de baixa estimulação. Ele tentava agradá-la de todas as formas que não eram funcionais. Ela tinha que ir trabalhar e não dormir, novamente.
Ele não gostava de ela ser tão brilhante e tão esquecida de si. Não conseguia entender por que ela se entregava tanto a tantas coisas que não eram ele, nem tinham carne. Era como se Daniela o traísse com cada papel, cada caneta e cada projeto. Era como se as paixões dela nunca pudessem ser pessoas.
E ele não entendia que a boca dela estava em toda a parte. Que ela comia tudo o que fazia com uma voracidade que nunca teve na cama.
- O corpo é pouco, meu bem. É quase nada. – ela dizia e ele nunca ouviu.

24 comentários:

Thiara Pagani disse...

Me apaixono todos os dias por coisas que jamais vão sair do papel.

Liipee disse...

interessante
se não fosse mulher e com o lance do quadril..
seria eu..
me preucupo muito estudo essas merdas diárias..
:X
mas sei que darão futuro..
interessante, e o que me chamou atenção foi o tema escolhido.
Boca, gostei..

continue assim, bejocas
e tudo de bom
:)

Rubens Rodrigues disse...

Aí, curti o blog, o texto apesar de tudo foi engraçado, tbm penso bastante noq faço se saber oq dará np futuro.

Damn disse...

Minha terra tem macieiras da Califórnia
onde cantam gaturamos de Veneza.
Os poetas da minha terra
são pretos e vivem em torres de ametista

Quieres bailar un tango, Aline?

Blog Conspiracy disse...

Adorei o blog, também me apaixono por coisas que nem tem carne, nem existem de verdade rsrs
bjoos :*

Fabio Thiago disse...

muito interessante, gostei muito do post.
bjs

Miriã Soares disse...

paixão eh loucura mesmo...

slim shady disse...

As vezes damos mais valores as coisas tão furteis que esqueçamos das mais importantes.

Belo texto,gostei muito,de verdade.

grande abraço.

Mateus disse...

funçando pela net e acabo encontrando essa maravilha
mt bom o seu blog, parabéns

Marcel disse...

Gostei dessa menina. Atormentada, sonolenta e gulosa... deve ser bonita mesmo. Consigo imaginar...

•.¸¸.ஐBruneLLa Wyvern disse...

Dani... Dani... Dani... Bem q poderia ser eu!
beijos

blog disse...

Dani poderia ter sido algumas mulheres que conheci, há anos.
Mas não.
Sai da sua cabeça e ganha a página. É apenas máscara, persona.
Ou estou enganado, Aline?

bia de barros disse...

Teus pesonagens tem um pouco do cansaço do mundo que você carrega em seu peito, e é por isso que neles cabe um pedacinho de mim...

bjus, amore.
*=

darsh. disse...

como uma pessoa como dani tem namorado e eu não?
AFF
aline, eu to ficando DEPRIMIDA com seus textos.

Aline Dias disse...

Poxa darshany, xinga mais não ofende!

Sammyra Santana disse...

Me enxerguei nesse post!
Blog maravilhoso, moça!
Beijo

hdebarbamalfeita disse...

Muitas vezes nos dedicamos a coisas ou a eventos e, esquecemos das pessoas que estão ao nosso lado. Talvez pelo fato de ter a sensação que essa pessoa nunca saia do nosso lado.

grupo gauche disse...

é isso acontece e muito mais do que se imagina. gostei do tema! abraço

Anônimo disse...

Dos seus textos que li de verdade em GOTA D'ÁGUA, "Boca" foi o de que mais gostei, porque é dos que menos parecem um simples diário (não que seja errado colocar páginas diaristas em Blog).
Pena eu não saber onde você (na)mora, bela blogueira. (Oh, se você me mordesse!)
Se nome é mesmo Aline?

Ass. Anônimo

Anônimo disse...

Aconselho:
Já que o seu pequeno conto se chama "Boca", Aline, elimine a primeira linha do mesmo, que traz precisamente a palavra "Boca". Do jeito que está, fica muito redundante.
Transforme, portanto, o segundo parágrafo no primeiro.

Ass. Anônimo

Rodrigo Campos disse...

Sou eterno apaixonado, por carne, por materia tangiveis e intangiveis, as vezes confundo realidade com sonhos, algo visceral, profundo e que machuca.
Paixões sempre machucam, sejam elas de carne ou de papel.

parabéns !!!

somebody disse...

酒店經紀人,

菲梵酒店經紀,

酒店經紀,

禮服酒店上班,

酒店小姐,

便服酒店經紀,

酒店打工,

酒店寒假打工,

專業酒店經紀,

合法酒店經紀,

酒店暑假打工,

酒店兼職,

便服酒店工作,

酒店打工經紀,

制服酒店經紀,

專業酒店經紀,

合法酒店經紀,

酒店暑假打工,

酒店兼職,

便服酒店工作,

酒店打工,

制服酒店經紀,

somebody disse...

酒店經紀人,菲梵酒店經紀,酒店經紀,禮服酒店上班,酒店小姐,便服酒店經紀,酒店打工,酒店寒假打工,酒店經紀,酒店經紀,專業酒店經紀,合法酒店經紀,酒店暑假打工,酒店兼職,便服酒店工作,酒店打工經紀,制服酒店經紀,專業酒店經紀,合法酒店經紀,酒店暑假打工,酒店兼職,便服酒店工作,酒店打工,酒店經紀,制服酒店經紀,酒店經紀

Thomas sabo charm disse...

Smooth and aerial thomas sabo the links of london fair lends an air of breeding thomas sabo charm sale to the wearer cheap thomas sabo charms and accept discount thomas sabo charms been a apparel thomas sabo charm clearance basal for thomas sabo charms australia centuries, and a alliance accoutrements tradition. thomas sabo clearance sale However, one can achieve it somewhat added chichi and admirable by giving it a hardly avant-garde aberration by interspacing on gold wire or amphibian on adapted thomas sabo australia constructed bond giving a millennium look. Currently Amphibian Chaplet are a actual "hot" actualization account thomas sabo jewellery for their contemporary and thomas sabo charms admirable looks accessible in a thomas sabo charm club array of styles, sizes and colors to amaze the eye.